Empresas de TI, que geralmente tem dificuldade para obter financiamento, precisam entender a lógica da análise para alavancar operações

fumsoft_site__luiz_humberto__intercambio_obstaculos_credito_empresas_tiEmpresas de TI geralmente têm dificuldade de obter crédito junto às instituições bancárias. A falta de garantias reais e a complexidade dos negócios do setor são os principais obstáculos. “Na análise tradicional do crédito, as empresas de software não são bem avaliadas, pois as regras foram feitas para aplicação em segmentos de indústria e comércio”, aponta o consultor Luiz Humberto de Castro, especialista no assunto. Segundo ele, a maioria dos bancos diz atender o setor de TI, mas não têm linhas de crédito adequadas à realidade dessas empresas.

Castro conduziu uma pesquisa em 2012, por encomenda do Sebrae, sobre os desafios para a obtenção de crédito nas micro e pequenas empresas do setor de TI em Minas Gerais. Além da necessidade de adequação das regras de análise, outra questão importante foi levantada no estudo: “O que mais me surpreendeu foi o desconhecimento das empresas de TI sobre o assunto”. O consultor foi um dos convidados do Intercâmbio Empresarial Fumsoft, realizado nesta terça-feira, 17 de setembro.

No evento, foram debatidos os meios para se obter crédito. “Precisamos nos colocar no lugar dos bancos, entender seu ponto de vista, pois assim teremos mais sucesso nas demandas”, explica Castro. O segundo convidado foi o gerente geral de micro e pequenas empresas do BDMG, Rodrigo Neves, que apontou os obstáculos do ponto de vista de uma instituição financeira. De acordo com ele, 92% dos clientes do banco são micro e pequenas empresas e a meta é chegar a 95%.

Neves ressalta que o BDMG, um dos quatro únicos bancos públicos de desenvolvimento do país, vem abrindo novas linhas mais adequadas para o setor de TI, especialmente para projetos de inovação. “Nós queremos fazer uma análise de forma diferente, considerando as especificidades dos negócios inovadores, mas precisamos de um mínimo de garantias para aprovar o crédito”, pondera.

Clique aqui e confira as fotos do evento.