imagemA busca pela qualidade no desenvolvimento de seus produtos continua sendo a meta de empresas mineiras de TI. A partir deste mês mais 15 empresas iniciarão, através do Projeto G11 da Fumsoft, o processo de certificação MPS-BR, Melhoria de Processo do Software Brasileiro. As atividades deste grupo, o décimo apoiado pela entidade, ocorrerão ao longo de 2014 e os certificados serão emitidos pela Softex.

A MPS-BR tem foco na melhoria da capacidade em desenvolver softwares e serviços das empresas nacionais de TI, Tecnologia da Informação. A certificação é considerada um marco representativo na evolução da qualidade do software desenvolvido no país, trazendo ganhos comprovados de competitividade para a indústria nacional de software.

O caminho para a obtenção do certificado passa pela convocação das empresas inscritas e selecionadas, um treinamento e a implantação dos processos acompanhada por consultores da Fumsoft. A certificação MPS, Melhoria de Processo de Software, é baseada em norma formatada pela Softex, de acordo com padrões internacionais do CMMI, Capabitly Matured Model Integrated, da SEI, Software Engineering Institute dos Estados Unidos.

O grupo participante do Projeto G11 conta com as empresas: EAC – Engenharia, Automação e Controle, BySat Automação e Controle EIRELI, MetalSoft Sistemas de Gestão, Ederson de Souza Selvati e Cia (Criare), Praxis Sistemas de Informação, Infoshot Serviços e Soluções em TI, Rezek Ferreira Informática (Fácil Informática), TTY2000 Tecnologia e Sistemas, Rerum Engenharia de Sistemas, Eteg Tecnologia da Informação, Memory Projetos e Desenvolvimento de Sistemas, Engetron Engenharia Eletrônica Indústria e Comércio, SWfactory Consultoria, Otimiza Sistemas, Courart Informática.

O coordenador de qualidade da Fumsoft, Carlos Barbieri, avalia positivamente o Projeto G11 que será finalizado no início de 2015. “O G11 tem o apoio do MGTI e Sebraetec. Este grupo fará com que Minas Gerais alcance as 100 certificações MPS-SW, que é um número muito significativo”.