G13_287x123A certificação de uma empresa de TI em um modelo de referência, com o apoio de consultorias onde são aplicadas as melhores práticas, traz algumas vantagens nítidas: por exemplo, pode haver redução de retrabalho do projeto, melhoria na sua gestão e o cumprimento das entregas dentro do prazo e do escopo acordado. A isso se somam a qualidade dos produtos, processos e dados. Do ponto de vista de competitividade, uma certificação pode potencializar os negócios garantindo margem de preferência nas compras públicas e aumentando a pontuação em licitações.

As afirmações acima chamaram sua atenção? Ficou interessado nas vantagens das certificações? Então, você está convidado pela Fumsoft para o evento de apresentação e chamada de interesse do G13, que será o 13° Grupo de empresas mineiras interessadas em implementar os modelos MPS-SW, MPS-SV, CERTICS, ISO 29110 e governança de dados.

No evento, o coordenador da área de Qualidade da Fumsoft, Carlos Barbieri, que é avaliador e implementador oficial do MPS.BR, apresentará os modelos de certificações de qualidade de produto, processo, serviços e dados, e as possibilidades de subsídios financeiros para os projetos. A partir da inscrição das empresas interessadas serão formados os grupos que iniciarão a certificação em 2016.

Barbieri afirma que o retorno da certificação vai além da melhoria dos processos. “Uma vantagem da empresa, além das melhorias intrínsecas no processo de desenvolvimento, é a melhor competitividade no mercado. Hoje, muitos processos licitatórios solicitam certificações (a do MPS.BR é uma das mais requeridas), como uma forma de melhor pontuar os candidatos daquele edital. Outro aspecto é a melhoria no espírito da equipe, que se percebe envolvida com práticas de engenharia de software, de referência mundial, acrescentando no seu histórico profissional a experiência com técnicas consagradas”, afirma o coordenador de Qualidade da Fumsoft.

O que é

O MPS.BR ou Melhoria de Processos do Software Brasileiro é, ao mesmo tempo, um movimento para a melhoria da qualidade, o Programa MPS.BR, e um modelo de qualidade de processo, o Modelo MPS. O modelo foi desenvolvido, e está em constante aperfeiçoamento, pensando a realidade do mercado de pequenas e médias empresas de desenvolvimento de software no Brasil, sendo baseado nas normas ISO/IEC 12207 e ISO/IEC 15504 e compatível com o CMMI, Modelo de Maturidade em Capacitação e Integração.

O projeto tem apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia, da FINEP e do Banco Interamericano de Desenvolvimento. A Softex é a responsável pelo desenvolvimento no Brasil, em conjunto com suas afiliadas, como a Fumsoft, interagindo com as universidades e com o Governo Federal. Uma das maiores vantagens do MPS.BR é seu custo reduzido de certificação em relação as normas estrangeiras, tornando o modelo ideal para micro, pequenas e médias empresas, que são a maioria no mercado brasileiro.