fique_dentro_congresso_provedores_287x123Essa é a primeira vez que o Congresso RTI de Provedores de Internet acontece em Belo Horizonte. Associados à Assespro-MG e Fumsoft contam com 15% de desconto no evento

Promovido pela primeira vez em Minas Gerais, o 5° Congresso RTI de Provedores de Internet reunirá os principais players do segmento para discussões sobre tecnologias de acesso, regulamentação, geração de receita com novos serviços de valor agregado e oportunidades no mercado de banda larga. Haverá ainda uma exposição com novas tecnologias do segmento e uma palestra com um conselheiro da ANATEL, que abordará políticas públicas, franquia e inclusão digital. O congresso será realizado no Hotel Ouro Minas – Av. Cristiano Machado 4001, no dia 06 de outubro, das 8h às 18h.

Os Provedores de Acesso à Internet – ISPs, chamados de “pequenos provedores”, já respondem a aproximadamente 15% do mercado de acesso à internet e absorvem grande parte da produção dos fabricantes de equipamentos. Só nos últimos cinco anos, o número de provedores regionais legalizados quadruplicou e somam cerca de cinco mil empresas. Cabe a eles a democratização das conexões nas pequenas cidades do interior e zonas rurais do país, locais muitas vezes não atendidos pelas grandes operadoras.

Dados do mercado 

Minas Gerais é o estado brasileiro com o maior número de municípios e consequentemente, o maior número de provedores – são 684. Só em 2015, o serviço de banda larga apresentou um crescimento de 50% no país (em número de acessos) em relação a 2014, seja ele por computador doméstico, de empresas ou smartphones.

Um dos grandes desafios do setor é a implantação da fibra ótica. Em 2014, o país fechou na casa de 24 milhões de assinantes de banda larga, dos quais apenas 3% são conectados por fibra ótica. Segundo estudo realizado pela Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint), seria possível, em cinco anos, levar essa estrutura de conexão à internet a um quinto dos municípios brasileiros.

Para atingir esse patamar equivalente a 12,5 milhões de residências é necessário investir 9 bilhões de reais. A expansão seria realizada pelos pequenos e médios provedores, que tem maior facilidade e interesse em chegar a localidades às quais os grandes não vão. O Governo Federal tem incentivado esse trabalho por meio de linhas de crédito específicas para compra dos equipamentos necessários para a implantação da fibra ótica, que tem custo mais elevado em relação a outros modelos.

De acordo com Sandra Mogami, coordenadora do 5° Congresso, esses provedores atendem essa fatia carente do mercado. “São eles que atuam nos mercados locais, às vezes em um, cinco ou dez municípios. Eles não deixam nada a dever em questão de tecnologia ou mesmo velocidade, até porque cada vez mais o consumo de banda larga vai exigir performance para exibição de vídeos, como é o caso do Netflix. Há pouco tempo uma pesquisa feita por um respeitado jornal brasileiro, apontou que os pequenos provedores expandiram sua base de clientes três vezes em comparação as teles tradicionais”. 

Insatisfação com grandes abre espaço 

A CVA Solutions, empresa de pesquisas de mercado e consultoria, divulgou recentemente um estudo evidenciando que os assinantes de banda larga estão cada vez mais insatisfeitos com sua operadora.  A notícia divulgada na revista da Abranet, mostrou que 74,5% dos entrevistados mudariam de provedor se o processo de troca fosse mais fácil e 74,4% vão mudar caso seja implantado o limite de franquia de dados.

Ainda segundo o levantamento, a fatia de consumidores que assinavam os serviços “combo”, era de 34,5% em 2012. Caiu para 33,3% em 2013 e, em 2014, chegou a 24,1%, como reflexo da crise e também em razão da consolidação do streming. Por outro lado, aumentou a parcela dos que assinam apenas a internet fixa. O número saltou de 17,4% em 2012, para 31% em 2014. Essa insatisfação acaba abrindo espaço para os provedores regionais, que conseguem oferecer atendimento personalizado a seus assinantes. A participação de mercado deles saltou de 1,4% para 15,3% em apenas três anos. 

Conexão de internet no Brasil

26 milhões de assinantes

44% dos domicílios tem acesso a internet (10% possuem conexão discada)

15% possuem velocidade acima de 12 Mbit/s

5% das conexões no Brasil são por fibra ótica

Serviço
5° Congresso RTI de Provedores e exposição

Data: 06 de outubro, das 8h às 18h

Local: Hotel Ouro Minas – Av. Cristiano Machado 4001 – Belo Horizonte

Inscrições: www.rtiprovedoresdeinternet.com.br/inscricao

Associados: solicitar código de desconto com Gilmara Lara – comercial@assespro-mg.org.br