Na noite de 24 de outubro de 2018, o Prof. André F. P. Lucena da COPPE-UFRJ realizou uma apresentação extremamente interessante sobre projeções energéticas para a matriz energética mundial e nacional em 2050 levando em conta as condições de contorno impostas pelo objetivo de manter o aquecimento global abaixo do limite de dois graus Celsius, a partir do qual os efeitos seriam catastróficos.

A apresentação foi precedida por uma breve fala de Leonardo Fares, presidente da FUMSOFT, que falou sobre sonhos para Minas em 2050, seguida da participação de Nelson José Hubner Moreira, Ex- Diretor da ANEEL, contendo informações quantitativas sobre o cenário atual das matrizes energéticas mundial e nacional. Ressaltou a posição privilegiada do Brasil, que produz 82% de energia limpa contra apenas 23% no mundo. Ao final, apresentou diversos cenários possíveis para o futuro, realçando a importância de fontes de energia renováveis, como a fotovoltaica e a eólica, as quais são fundamentais para que se garanta segurança energética e redução de emissões de CO2.

Em seguida, André Lucena iniciou sua apresentação explicando a meta brasileira definida no Acordo de Paris de reduzir em 37% a emissão de gases de efeito estufa até 2025 e as ações necessárias para tal realização. Apresentou então os modelos de análise integrada BLUES (Brazilian Land Use and Energy System) e COFFEE (Computable Framework for Energy and Environment) desenvolvidos na COPPE- UFRJ. Concluiu então com a demonstração de que o desmatamento não apenas destrói o meio ambiente, mas que é um mau negócio também do ponto de vista econômico. Antes de terminar, André apresentou desafios e oportunidades nas áreas política e tecnológica dentro de negociações internacionais. Este, é o primeiro evento de uma série de outros 5, que serão organizados pela FUMSOFT a partir de uma parceria com a CEMIG.


Para participar dos próximos eventos, acesse: www.sympla.com.br/fumsoft